.

.
.
Africanos vencem e carimbam novo recorde na São Silvestre. Giovani dos Santos e Tatiele Carvalho destacam-se.

Fortaleza, 31/12/2016 - Com um público superior a 30 mil atletas e representantes de dezenas de países, acordamos bem cedo nesta manhã de sábado (31), para acompanharmos a 92ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre. Mais uma vez, os africanos dominaram, com direito a um novo recorde entre as mulheres desta vez.

A largada aconteceu às 9h da manhã, e além da multidão, a maioria dos atletas teve pelo menos duas preocupações nesta manhã de sábado em São Paulo, o forte calor de verão, e a umidade relativa do ar (superior a 80%), que juntos, devem ter exigido muita força e estratégia dos corredores. Estima-se que a temperatura tenha ficado entre 26º C e 29º C.

Após a largada, o atleta Adriano de Oliveira (coelho da prova), disparou na frente cumprindo a sua função, e como programado, este ímpeto durou apenas alguns minutos, até que os verdadeiros postulantes ao podium chegassem na frente. Giovani dos Santos, conseguiu ficar lado a lado com os primeiros colocados até os 39 minutos de prova, mas com o início da subida da Av. Brigadeiro Luis Antônio (na altura do 13km), os africanos aceleraram, deixando o brasileiro com a quarta colocação.

Na reta de chegada, os africanos imprimiram um ritmo descomunal, e a pegada foi tão forte, que o brasileiro Giovani dos Santos (que vinha colado com os africanos nos últimos 2km), praticamente ficou de fora do horizonte fotográfico da reta de chegada, ao longo dos últimos 400 metros de sprint impressionantes na Avenida Paulista.

No final, o etíope Leul Aleme venceu a prova com o tempo de 44min 53seg, na sequência chegaram para completar o podium masculino: 2º - Dawit Admasu (Etiópia), 44min 55seg; 3º - Stephen Kosgei (Quênia), 45min; 4º - Giovani dos Santos (Brasil): 45min 30seg; 5º - Willian Kibor (Quênia), 45m 49seg. Este é o quarto ano seguido que o brasileiro Giovani dos Santos figura entre os primeiros colocados na Corrida Internacional de São Silvestre.

Entre as mulheres, a atual campeã olímpica Jemima Sumgong confirmou o seu favoritismo, e venceu com direito a um novo recorde, 48min e 35seg. Apenas para exemplificarmos esta façanha, o tempo do novo recorde foi quase 6 minutos melhor que a marca da campeã do ano passado, Ymer Wude Ayalew. A melhor brasileira na prova foi a atleta Tatiele de Carvalho, que concluiu os 15km na sétima colocação, com o tempo de 54min 01seg.

Bem antes da largada principal, os paratletas cadeirantes abriram a 92ª Corrida Internacional de São Silvestre, e ao final, Aline Rocha e Heitor Mariano venceram mais uma vez. Com os resultados de hoje, Aline Rocha tornou-se pentacampeã na São Silvreste, enquanto Heitor Mariano garantiu um tricampeonato. Completando o podium masculino e feminino entre os paratletas cadeirantes, chegaram os atletas: Vanessa de Souza e Carlos Pierre.

Fotos: Sérgio Barzaghi / Gazeta Press.

 

A 92ª Corrida Internacional de São Silvestre, teve uma premiação em dinheiro de R$ 428.000,000 (quatrocentos e vinte e oito mil reais), sendo esta quantia dividida entre os 10 primeiros colocados no geral, masculino e feminino. Os campeões, ficaram com R$ 90.000,00 (noventa mil reais + impostos).

Embora Giovani dos Santos venha sendo o melhor brasileiro na São Silvestre nos últimos anos, o recorde brasileiro nos 15km continuará com Marilson Gomes em 2003, 43min 45seg.

Em relação ao público presente, (entre atletas devidamente inscritos e não inscritos), estima-se que a multidão presente ao evento tenha sido superior a 35 mil pessoas.

Você participou da 92ª Corrida de São Silvestre?
Envie-nos a sua foto e depoimento.

 

Site e resultado oficial da 92º São Silvestre, link...

Confiram a nossa matéria pré-corrida, link...

Vídeo da corrida, (Rede Globo), link...

Vídeo da corrida, (TV Gazeta), link...

 

Nossa opinião:

Com mais de 30 mil participantes, a Corrida Internacional de São Silvestre continuará sendo a nossa referência no pedestrianismo nacional, mas com algumas mudanças, o evento poderia ficar ainda melhor.

Com esse imenso paredão humano no percurso, poucos conseguem participar da corrida como gostariam (ritmo mais forte), pois a largada desordenada no pelotão geral, não permite. Em alguns casos, aqueles que querem largar na frente, ficam de 3h a 4h no local desejado (marcando território), e com esta estratégia, o rendimento cai bastante. O ideal, seria que baias de ritmo e números de peito coloridos fossem utilizados, como já temos em outras grandes corridas nacionais e principalmente no exterior. Com essas mudanças, poderíamos ter dois públicos distintos mais organizados na mesma prova: um formado por aqueles que querem apenas concluir o percurso tranquilamente, e outro formado por aqueles que querem correr mais rápido. Essas iniciativas podem até não resolver, mas ajudam a disciplinar com o tempo.

Félix Luis / Portal do Corredor.

 

 

Próximas corridas com a nossa participação e cobertura:

- 14/01/2017, 1ª Corrida Run for Music (Cumbuco), link...

- 29/01/2017, 5ª Corrida de São Sebastião de Maranguape, link...

- 12/02/2017, 33º Caprius Cross, link...

- Circuito Cross Urbano Caixa, (DF e CE). Aguardem...

 

 

 

Matérias e arquivos que publicamos recentemente. Pesquise aqui!
.
.
.
 
.

 

 

Portal do Corredor: O pioneiro web no norte e nordeste brasileiro, 2004 / 2016 - Todos os direitos reservados.

Nossas páginas oficiais: www.portaldocorredor.com.br e www.portaldocorredor.com
Fanpage, Portal do Corredor & CIA: www.facebook.com/portaldocorredor
Direção da empresa, Félix Luis: link...
Instagram: portal_corredor
Twitter: @portal_corredor
e-mail: portaldocorredor@gmail.com

Nossos números:

Site: 12 anos de atividade, com matérias regionais e nacionais; 215 eventos divulgados até janeiro de 2016. link...
Fanpage: Mais de 1.000.000 (um milhão), de pessoas alcançadas em apenas 02 anos de atividade. link...
Mailling: Aproximadamente 23 mil e-mails para envios regulares.
Nosso público (2015): 54% mulheres, 46% homens.